ALIENÍGENAS REAIS NA ÁREA 51 E ESTRADA DOS EXTRATERRESTRES

Avatar admin | janeiro 14, 2021

NÃO DEIXE QUE ESSE CANAL ACABE, FORTALEÇA-O AQUI:
https://apoia.se/5908c922d4f6bd0300541a2f

Se Inscreva no Canal
https://goo.gl/ooYvdD

Para aqueles que acreditam que extraterrestres nos visitam, poucos lugares no mundo são tão atraentes como o remoto deserto de Nevada, nos Estados Unidos.
Nas últimas décadas, houve relatos de diversas testemunhas que afirmam ter visto objetos voadores não identificados (óvnis) naquela região.
Para muitos, as supostas naves espaciais são apenas aviões que decolam e aterrissam em uma enorme base militar localizada no deserto. Mas essa explicação não convence a todos.
Com o objetivo de atrair mais visitantes ao local, as autoridades decidiram, em 1996, batizar a rodovia estadual 375 – que percorre de norte a sul o condado de Lincoln – de “Estrada dos Extraterrestres”.
Segundo os responsáveis pelo turismo no Estado de Nevada, em nenhum outro lugar do país há mais relatos de avistamento de naves extraterrestres do que nesta estrada de cerca de 160 quilômetros, situada nos arredores da misteriosa base militar Área 51 – duas horas e meia ao norte de Las Vegas.

A rodovia é acessível pela rota 93, que atravessa uma paisagem de aspecto marciano. Trata-se de um trajeto em que só se cruza com outros carros e é preciso ter certeza de que o tanque está cheio, já que já pouquíssimos postos de gasolina e os celulares ficam sem sinal rapidamente.
Ao chegar a Crystal Springs o traçado se bifurca e, à esquerda, uma placa verde com desenhos de discos voadores indica o início da “estrada dos extraterrestres”.
A partir deste ponto, vê-se em frente uma via de duas pistas que parece levar ao infinito, salpicada de placas que alertam para a presença de gado e de “aeronaves que voam em baixa altitude”, um lembrete de que nos encontramos perto da base Nellis da Força Aérea americana.

O objetivo da maioria dos viajantes que chegam à estrada é visitar a cidadezinha de Rachel – que, apesar de ter menos de 50 habitantes, é considerada por muitos como a “capital mundial dos óvnis”.
Além das histórias sobre discos voadores nas redondezas, o título também se deve ao famoso bar, restaurante e motel Little A’Le’Inn (pronunciado em inglês como alien, ou alienígena), que recebe turistas de todas as partes há décadas.
Junto a um pequeno prato voador metálico pendurado em uma grua, um letreiro com um alienígena de olhos enormes dá as boas-vindas “aos terráqueos”.
É uma das muitas referências aos extraterrestres que podem ser vistas dentro e fora do local, que também tem uma loja de suvenires.
Um pequeno monumento situado no exterior do restaurante lembra que este foi o lugar eleito pelo estúdio 20th Century Fox para promover, em 1996, a estreia do filme Independence Day, no qual uma civilização vinda do espaço tentava conquistar a Terra.

Na parte traseira do local, uma série de trailers serve para receber os viajantes que decidem passar a noite em Rachel, que começou a ganhar fama em 1989, depois que um morador de Las Vegas chamado Bob Lazar afirmou em uma entrevista de TV ter trabalhado com naves espaciais alienígenas na base militar de Nellis.
Ao lado do letreiro de boas-vindas do restaurante, há uma estação de medição de radiação, uma lembrança de que estamos também há poucos quilômetros do lugar no qual, a partir dos anos 1950, o governo dos EUA realizou cerca de mil testes nucleares.
Isso não parece preocupar as dezenas de turistas dentro do local. Um deles é Amanda, uma jovem do Estado de Virgínia que passou a noite no Little A’Le’Inn junto aos amigos, antes de dirigir-se a Las Vegas.

Somente em 2013, depois que documentos secretos foram tornados públicos, o governo confirmou que se tratava de um campo de provas e de treinamento da Força Aérea, no qual, a partir dos anos 1950, foram desenvolvidos projetos como os do famoso avião espião U-2.
A presença das aeronaves na base militar parecem ser a explicação mais plausível para os numerosos relatos sobre encontros com óvnis em Rachel e na “estrada dos extraterrestres”.
Apesar disso, alguns seguem acreditando que, na realidade, trata-se de um centro de pesquisa sobre alienígenas, para onde teriam sido levados os restos de uma nave espacial que teria sido encontrada em 1947 próximo à cidade de Roswell, no Novo México.

Fonte: BBC + G1

Contato Para trabalhos:
[email protected]

Fiquem ligados e um forte abraço…


Written by admin


Comments

This post currently has no responses.

Leave a Reply